Artistas criam retrato em alto relevo para que deficiente físico consiga sentir seus próprios traços

Artistas criam retrato em alto relevo para que deficiente físico consiga sentir seus próprios traços

Muitos não sabem, mas a arte é uma ferramenta muito importante de inclusão. Através dela é possível transmitir aprendizagem e conhecimentos, porém muitas pessoas não possuem acesso à esse tipo de expressão. Por isso, é importante que surjam mais projetos que procurem trazer a participação igualitária, independente da condição física. Com essa intenção, dois artistas chamados Andrew Myers e Sam Cantor decidiram elaborar o retrato de um homem que é deficiente visual e está abrindo uma galeria de arte!

Eles criaram o quadro em alto relevo para que ele pudesse sentir seus traços. Os dois fizeram um incrível trabalho utilizando basicamente parafusos!

Leia também: Artista se inspira em ruínas antigas para criar mini esculturas arquitetônicas em mármore

O homem retratado foi George Wurtzel, um marceneiro, professor, artista e deficiente visual.  Após desenhar o rosto dele, preencheram toda a figura com 4 mil pregos em diferentes alturas, formando camadas que dão ideia de profundidade no retrato. Depois de disso, pintaram todas as peças à mão para que o quadro pudesse tomar uma aparência ainda mais leal à George.

A obra demorou 2 meses para ficar pronta, momento em que o professor pôde sentir seu rosto estampado em uma obra e pretende levá-la para sua nova galera! George se encantou com o presente e sua felicidade ficou estampada nas fotos do momento em que recebe seu retrato. Assim, ele pôde finalmente sentir a arte da maneira mais incrível possível!

Leia também: Fotógrafo japonês registra imagens surpreendentes da vida cotidiana no continente asiático

Comentário